[RESENHA] A Morte de Sarai – J. A. Redmerski

A-morte-de-SaraiTítulo: A Morte de Sarai
Autora: J. A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Páginas: 255
Classificação: 5/5 ❤ Favorito

SINOPSE:
Sarai era uma típica adolescente americana: tinha o sonho de terminar o ensino médio e conseguir uma bolsa em alguma universidade. Mas com apenas 14 anos foi levada pela mãe para viver no México, ao lado de Javier, um poderoso traficante de drogas e mulheres. Ele se apaixonou pela garota e, desde a morte da mãe dela, a mantém em cativeiro. Apesar de não sofrer maus-tratos, Sarai convive com meninas que não têm a mesma sorte. Depois de nove anos trancada ali, no meio do deserto, ela praticamente esqueceu como é ter uma vida normal, mas nunca desistiu da ideia de escapar. Victor é um assassino de aluguel que, como Sarai, conviveu com morte e violência desde novo: foi treinado para matar a sangue frio. Quando ele chega à fortaleza para negociar um serviço, a jovem o vê como sua única oportunidade de fugir. Mas Victor é diferente dos outros homens que Sarai conheceu; parece inútil tentar ameaçá-lo ou seduzi-lo. Em “A morte de Sarai”, primeiro volume da série Na Companhia de Assassinos, quando as circunstâncias tomam um rumo inesperado, os dois são obrigados a questionar tudo em que pensavam acreditar. Dedicado a ajudar a garota a recuperar sua liberdade, Victor se descobre disposto a arriscar tudo para salvá-la. E Sarai não entende por que sua vontade de ser livre de repente dá lugar ao desejo de se prender àquele homem misterioso para sempre.

(Na Companhia dos Assassinos #1)

A Morte de Sarai é o primeiro livro da série Na Companhia dos Assassinos que conta com um total de cinco volumes escrito por J. A. Redmerski, a mesma autora do best-seller “Entre o Agora e o Nunca”, sucesso em vendas aqui no Brasil.

Sarai Cohen não teve uma vida fácil, aos 14 anos ela foi levada pela mãe viciada em drogas para um traficante mexicano muito poderoso chamado Javier. Logo quando vê a garota pela primeira vez, ele fica obcecado por ela, então a mantém em sua fortaleza sob o seu domínio. Nove anos se passaram e Sarai cresceu sendo submetida a todos os tipos de violência e o convívio com a morte iminente de outras garotas que eram mantidas na fortaleza, ela aprendeu que a melhor forma de viver aquele inferno era se submetendo a todas as ordens e desejo de Javier.

Quando Victor, um assassino de aluguel contratado por Javier aparece na fortaleza, Sarai vê uma grande possibilidade de fugir daquele lugar. Se esquivando dos seguranças, Sarai acaba se escondendo dentro do carro de Victor, o mesmo logo percebe a presença de alguém no carro, mas muito destemida, sacado uma arma que havia roubado, Sarai ameaça atirar em Victor se ele não der partida no carro. Calmamente o assassino de aluguel sai da fortaleza deixando para traz um Javier muito raivoso que não medirá esforços para encontrar Sarai.

A sobrevivência de Victor depende somente de uma coisa: Matar Pessoas, obedecendo a Ordem, uma organização que comete assassinatos. Ele é inteligente, manipulador, calculista e frio, além disso, Victor tem uma confiança inabalável e totalmente sexy. Entretanto na sua vida, não existe espaço para relacionamentos de qualquer espécie e Sarai acaba se mostrando uma grande distração e também uma ameaça. Sendo assim, Victor decide usar Sarai para conseguir vantagens sobre Javier para concluir seu plano de assassinato e depois esquecê-la, porém as coisas não seguem como foi planejado, Victor e Sarai ficam cada vez mais envolvidos em meio a um grande perigo.

“Eu não sou seu herói. Eu não sou a outra metade de sua alma que nunca poderia deixar nada de ruim acontecer com você. Confie sempre em seus instintos primeiro, e em mim, se você escolher, por último.”

A Morte de Sarai é um livro extasiante, prende o leitor do inicio ao fim. O fato de ser um Romance Dark me instigou muito a ler a história, onde não existem mocinhas indefesas, apenas Sarai tentando sobreviver com ajuda de um assassino sanguinário. O tempo todo, a trama tem ação deixando o leitor em pura adrenalina. É meio difícil prever o final da história com tantas reviravoltas, mas bem satisfatório ao final da leitura. Angustiante e Inteligente descreve o enredo, J. A. Redmerski mais uma vez me surpreende com esse livro.

Narrado em primeira pessoa, os capítulos são alternados entre Sarai e Victor. O ponto de vista de Sarai é mais excitante, mostra o desespero e a confusão de sua vida. Já no ponto de vista de Victor são mais curtos, mas com as respostas. Duas coisas que chamou minha atenção no livro foram à capa e o nome da série Na Companhia dos Assassinos, ambos promissor e totalmente a ver com a história.

Enfim, A Morte de Sarai é um livro que eu indico sem medo. Sendo ele o primeiro volume da série, da muita ansiedade de ler o próximo assim que a leitura é concluída. Leiam, apaixonem e se aventure nessa história de tirar o fôlego.

“Seu olhar volta para o meu rosto, onde ele observa a curvatura dos meus lábios. Então percebo mais alguma coisa lampejar em seus olhos, algo assustador, que nunca vi nele, e fico tensa em seus braços. Ele me observa em silêncio, como se eu fosse algo a ser devastado e depois finalmente… morto. Apesar do medo crescente, ainda quero estar exatamente onde estou, presa nos braços de um assassino.”

Anúncios

3 comentários sobre “[RESENHA] A Morte de Sarai – J. A. Redmerski

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s