[RESENHA] Nossas Horas Felizes – Gong Ji-Young

Nossas Horas FelizesTítulo: Nossas Horas Felizes
Autora: Gong Ji-Young
Editora: Galera Record
Páginas: 280
Classificação: 5/5
Adicione: Skoob
Compre: Amazon | Saraiva | Submarino
*Livro cedido em parceria com a editora

Yujeong é uma jovem da alta sociedade coreana que, indiferente a tudo e a todos é incapaz de se entender com a própria família, não consegue encontrar um sentido para sua vida. Depois de três tentativas frustradas de suicídio, ela acaba definhando entre o álcool e o desespero. Seus familiares, por outro lado, não se esforçam para entendê-la, a não ser sua tia, a irmã Mônica, com quem sempre teve uma ligação especial. Disposta a fazer o que for preciso para que Yujeong volte a sentir vontade de viver, a freira sugere à sobrinha que as duas façam semanalmente uma visita a um preso no corredor da morte. E então elas conhecem Yunsu, um homem que anseia deixar este mundo por acreditar que só assim conseguirá se redimir de seus pecados. Apesar de sua origem humilde, ele e Yujeong têm algo em comum: um triste passado de abusos físicos e psicológicos. Aos poucos, durante os encontros na prisão, os dois jovens atormentados revelam um ao outro seus segredos mais obscuros e seus traumas do passado, criando uma conexão inesperada, que gradualmente desperta nessas duas pobres almas o desejo de viver. Mas as mãos de Yunsu estão sempre algemadas, os guardas estão constantemente por perto, e Yujeong sabe que aquelas horas felizes juntos podem ser tragicamente curtas.

Todo mundo fica mais amável quando encara a morte.

Nossas Horas Felizes é obra da coreana Gong Ji-Young que trás temas como o suicídio, religião, abandono, abuso, negligencia e até mesmo vai falar sobre os criminosos. Publicado pela editora Galera Record o livro tem a emocionante história de Mun Yujeong e como ela tentou tirar a própria vida três vezes. Desde já alerto: “Essa história pode causar sérios danos aos seus sentimentos.”

Nossas Horas Felizes 1

Mun Yujeong tem 30 anos, é linda, rica e atualmente aposentou a vida de cantora para se tornar professora. Apesar de ter tudo, ela se sente vazia, é amargurada e não pode nem contar com a própria família, que acha que seu comportamento é para chamar atenção. Yujeong encontra-se em um hospital após sua terceira tentativa de suicídio.

Aos 15 anos, a vida de Yujeong foi marcada e desde então ela veio se rebelando contra a família que não há apoiou e nem a protegeu, principalmente a mãe, que gostaria que a filha nem tivesse nascido. A única pessoa que sempre ficou ao seu lado foi a sua tia Mônica, uma freira de coração enorme.

Mônica faz uma proposta para Yujeong, uma forma de tentar ajudar a sobrinha, ela pediu para que Yujeong a acompanhasse uma vez por semana em um presídio visitar um detento que está no corredor da morte. Assim, todas as quintas-feiras, as duas vão visitar Jeong Yunsu, que aos 27 anos está condenado à morte por matar brutalmente três mulheres e estuprar a mais jovem delas de apenas 17 anos. Yujeong acha pesado demais visitar Yunsu, ela quase desiste, mas continua acompanhando a tia. E são nessas visitas que a vida de Yujeong muda, ela e Yunsu desenterram dores e segredos do passado.

Nossas Horas Felizes 2

Somos humanos, podemos nos arrepender de nossos erros e nos tornar novas pessoas.

Nossas Horas Felizes tem um alto teor de sofrimento, o leitor fica extremamente comovido com a história. A trama se alterna entre o passado, que conta a vida triste e difícil de Yunsu e o presente onde Yujeong narra os fatos. Os relatos do passado de Yunsu são dolorosos e me fez chorar logo nas primeiras paginas, já os fatos de Yujeong são mais duros e repletos de ensinamentos e também não deixa de emocionar.

O tempo todo durante a leitura eu senti uma inquietação, um nó na garganta e a vontade de chorar. Não é uma leitura fácil, são 280 páginas de sofrimento, tristeza e até mesmo revolta. Yujeong foi uma protagonista que cresceu ao longo da história, aos 30 anos ela tinha comportamentos adolescentes, mas era justificável dado ao fato do que lhe aconteceu quando tinha 15 anos. Já Yunsu, apesar de ser um criminoso, ele dava impressão se ser uma criança que se perdeu no mundo do crime, eu fiquei em cima do muro com ele em diversos momentos, mas o livro fala de perdão, enfim, foi difícil não simpatizar e não chorar demais com ele.

Em suma, posso dizer que Nossas Horas Felizes é um livro marcante, trata de muitos assuntos polêmicos em uma só história, é para se ler sentado e segurando o choro, mas também é rico em mensagens reflexivas. Recomendo muito a leitura para aqueles, que assim como eu, buscam explicações para as coisas e para aqueles que querem se emocionar.

Nossas Horas Felizes 3

Gong Ji-Young, recebeu diversos prêmios em seu país por esse livro, além de ser uma autora best-seller com mais de 10 milhões de exemplares vendidos em mais de 12 países.

Melhor Quote:
Não importa quais sejam os seus pecados, eles não são tudo o que você é!

Primeira frase:
Vou contar uma história.

Última Frase:
❝ (…) minha querida mãe…

Anúncios

20 comentários sobre “[RESENHA] Nossas Horas Felizes – Gong Ji-Young

  1. Resenhas boas mesmo são aquelas que demonstram tanto sentimento que te tocam de alguma forma…vc fica mexido pela história antes mesmo de ter lido o livro… e a sua está assim! Exatamente assim!
    Já estava de olho nesse livro quando vi a capa e a sinopse na livraria, mas hj ele entrou, definitivamente, como metas de compra!
    Arrasou amiga!
    Beijinhos

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi Leisiane, sua linda, tudo bem?
    Eu já tinha visto a capa desse livro, mas não sabia o que esperar dele. É a primeira resenha que leio e nossa que história forte!!! Não deve ser nada fácil ser ela. A princípio, eu logo me perguntei, porque alguém com a vida dela já estava na terceira tentativa de suicídio. E a resposta é dura demais pelo visto. Tenho certeza de que irei me emocionar!!! Sua resenha ficou ótima!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oiii!

    Só a premissa já encheu meus olhos de lágrimas, imagina como você ficou durante a leitura!
    Esse livro me parece ser aquele cheio de lições sobre como a vida é preciosa e apesar de ter temas complexos deve ser adorável.
    Amei sua resenha, tocou meu coração!

    Um super beioj

    Curtido por 1 pessoa

    • Oii Ju!
      Esse livro foi uma leitura triste e linda ao mesmo tempo, de cortar o coração!
      Vale a pena ler!
      Não estou conseguindo acessar o link do seu blog, da página quebrada!
      Beijinhos!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s