Crítica | Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar

Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar 1Título: Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar
Direção:  Joachim Rønning e Espen Sandberg
Duração:  2h e 9 min
Distribuidora: Walt Disney
Classificação: 5/5 ❤ favorito

Com muita expectativa e ansiedade fui ao cinema conferir Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar, e o resultado não poderia ser outro, foi sensacional. Tenho uma extrema paixão pelos filmes da franquia, e como uma fã, posso dizer que o longa não decepciona, e ainda arrisco em falar que para mim é o melhor filme de Piratas do Caribe.

Pensando originalmente como uma trilogia caso atingisse o sucesso esperado com “A Maldição do Perola Negra”, a franquia se tornou uma chave de sucesso da Walt Disney, tendo seu quarto filme lançado em 2011, “Navegando em Águas Misteriosas”, que atingiu a marca de 1 milhão de dólares em arrecadação. Após um intervalo de seis anos, “A Vingança de Salazar” chega aos cinemas para dar continuidade às aventuras do Capitão Jack Sparrow (Johnny Depp) e cumprir o desafio de agradar o publico.

A trama se passa anos depois dos eventos de “Navegando em Águas Misteriosas”, e o Capitão Jack Sparrow continua sendo um pirata sem navio e tripulação, o Perola Negra está literalmente engarrafado, e seus poucos companheiros se cansaram da onda de azar e o abandonaram, e para piorar, eventos alheios a sua vontade trouxeram de volta um grande inimigo e também uma ameaça a todos os piratas do mundo, Armando Salazar (Javier Bardem), o antigo capitão da marinha espanhola que foi morto e aprisionado no pós-vida junto com toda a sua tripulação após uma estratégia bem sucedida de Jack Sparrow.

Salazar está de volta e agora ele não quer apenas a vingança, mas também continuar seu antigo trabalho, erradicar do mundo todos os piratas. A vida de Jack Sparrow fica entrelaçada com a de Carina Smyth (Kaya Scodelario), uma astrônoma em busca do Tridente de Poseidon por motivos pessoais ligado ao seu pai desconhecido, ela carrega consigo a chave para exterminar a ameaça de Salazar para sempre. Coincidentemente Henry Turner (Breton Thwaites), filho de ninguém menos que Will Turner (Orlando Bloom) e Elizabeth Swann (Keira Knightley), está também a procura de Tridente de Poseidon para libertar o pai da maldição que se encontra no navio fantasma Holandês Voador, no qual Turner se tornou capitão no fim do terceiro filme. Jack por sua vez é obrigado a fazer uma aliança com um velho desafeto Hector Barbossa (Geoffrey Rush), que agora é um capitão rico e temido. E juntos, todos os quartos, começam a aventura pelo Tridente perdido.

Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar é tão emocionante que você não percebe às duas horas de filme passar, toda trama é ligada aos filmes anteriores, além de descobrirmos como Jack se tornou o lendário Capitão Jack Sparrow, tendo um flashback mostrando sua grande conquista. O Capitão Barbossa, tem uma grande participação no longa, confesso até que me simpatizei muito com ele. Temos também o amigo pra todas as horas de Jack, o Joshamee Gibbs (Kevin McNally), que em toda sua aparição faz algo engraçado em momentos de tensão. O personagem que eu mais gostei foi o Salazar, temido, odiado e com um figurino de encher os olhos, ele interpreta bem o papel de vilão.

O filme tem todo um visual esplêndido, os efeitos, sombras e até mesmo as partículas sobre Salazar e sua tripulação é muito bem elaborada, dá a impressão zumbis carbonizados ambulantes, é bem impressionante o trabalho dos diretores. Se tratando do roteiro de Jeff Nathanson, eu achei muito bem construído, alguns telespectadores acham que foi uma recriação do filme A Maldição do Perola Negra, e de fato, há muitas semelhanças, mas isso não torna o filme ruim, pelo contrario, é um tanto fascinante ter um vislumbre de onde tudo começou. Assim A Vingança de Salazar torna está uma das melhores sequências e da à impressão de “eu já vi isso antes”, chegando ao mesmo nível alto de diversão como no primeiro filme lançado em 2003.

null

Enfim Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar foi o melhor filme desde o lançamento do “A Maldição do Perola Negra”. A Walt Disney mais uma vez pode surpreender com história despretensiosa que não trás nenhum ensinamento sobre a vida, mas sim fazer a diversão para aquele que assiste. A trama do filme segue um ritmo tão louco e intenso que mal dá para respirar, por isso, vale à pena assistir.

Detalhe importante: TEM CENAS PÓS-CREDITOS e por causa dela eu tive a impressão que A Vingança de Salazar não será o último filme da franquia como foi anunciado no trailer “A aventura final começou“. Mas isso é uma especulação minha!

Anúncios

14 comentários sobre “Crítica | Piratas do Caribe – A Vingança de Salazar

  1. Sabe aquele filme q vc quer ver, mas não faz questão absoluta? Pois é, isso mudou graças a você e a sua visão tão apaixonada sobre essa saga! Estou enlouquecidamente planejando ver os anteriores… estou tb mt animada pro cineminha! Obrigada amiga, vc me encanta com suas resenhas! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • OOOiii amiga!!
      Ahh vc sempre dando ouvidos a sua amiga apaixonada por Jack Sparrow!!
      Eu gosto mto mto mto dos filmes, por isso acho que vc tem que assistir para ter sua opinião, pq a minha é suspeita demais!! hahah
      Beijinhos!

      Curtir

  2. Oi! Menina, vi o filme na sexta-feira e amei de paixão ele. Sempre gostei da franquia e nunca me arrependo de escolher esses filmes para ver. Ri muito com o Jack, como sempre e me assustei um pouco com as aparições de Salazar, sem contar que quase chorei com o Barboza kkk
    Beijo!
    Leitora Encantada

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oi Leisi, sua linda, tudo bem?
    OMG!!!!! Você já viu o filme??? Estou mega ansiosa para ver também!!!Nossa, não tinha percebido que se passou tanto tempo depois do último filme. Que bom saber que o filme está eletrizante, que não iremos nem perceber o tempo passar. Você me deixou mais empolgada do que já estava para ver. Sua crítica ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

  4. Oi Leisi,
    Estou bem ansiosa pra assistir por motivos de WILL E ELIZABETH MEU OTP TA VIVO HAHA
    Sempre curti a franquia, tirando o quarto filme, espero gostar desse. Parece estar bem legal.
    Adorei sua review.

    tenha uma ótima terça 😀
    Nana – Canto Cultzíneo

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s