[RESENHA] O Assassinato no Expresso do Oriente – Agatha Christie

O Assassinato no Expresso do OrienteTítulo: O Assassinato no Expresso do Oriente
Autora: Agatha Christie
Editora: HarperCollins Brasil
Páginas: 200 
Classificação: 5/5 ❤ favorito
Adicione: Skoob
Compre: Amazon | Saraiva

Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano. O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos.

O Assassinato no Expresso do Oriente é um romance policial escrito por Agatha Christie, hoje considerada a rainha do crime pela legião de fãs. E esse foi o meu primeiro contato com a autora, e fiquei simplesmente fascinada pela investigação de Hercule Poirot, o detetive e personagem mais famoso das obras de Agatha.

São treze passageiros a bordo do trem Expresso do Oriente, que liga Paris a Constantinopla, atual Istambul, com sorte Hercule Poirot embarca de última hora graças a um amigo, M. Bouc, que é responsável pela companhia do trem. Todos já a bordo, Ratchett, um homem que se diz ameaçado de morte procura Poirot com intuito de o detetive ajuda-lo, porém o mesmo recusa a oferta, que é um tanto generosa, e mais tarde, quando o trem para por causa de uma grande nevasca, Ratchett é morto em sua cabine com vários golpes de um objeto não identificado. M. Bouc preocupado, resolve pedir para que Hercule Poirot investigue o caso, começando assim uma teia de mistérios e um suspense policial.

O Assassinato no Expresso do Oriente

— O assassino está entre nós, e no trem.

Em O Assassinato no Expresso do Oriente, o mistério por volta do assassinato de Ratchett é o ponto chave do livro, sua morte está liga a acontecimentos do passado, dando uma dica enorme para o detetive, pois quem queria ver Ratchett morto, sem dúvidas, buscava vingança. E seguindo nesse ritmo, somos envolvidos por depoimentos contraditórios, pistas falsas e pessoas muito suspeitas.

Agatha Christie tem uma narrativa envolvente e fluida, o que me surpreendeu muito, pois por ser uma leitora nova da autora, eu esperava uma escrita mais sofisticada, típica de leituras clássicas, mas estava enganada, a trama se desenvolve rapidamente com uma fluidez incrível. E devo parabenizar a edição da HarperCollins Brasil, pois está muito luxuosa e de encher os olhos, em capa dura, folhas amareladas e resistentes e o principal, o texto bem traduzido e sem erros ortográficos.

Para concluir, devo disser que mais uma vez não me arrependo de ter lido mais um clássico famoso. O Assassinato no Expresso do Oriente é um livro viciante que atendeu todas as minhas expectativas, mesmo eu tendo adivinhado o final da trama. Vale a pena ler!

Melhor Quote: 
O impossível não pode ter acontecido. Consequentemente, o impossível é possível, a despeito das aparências.

Primeira frase:  
Eram cinco horas de uma manhã de inverno na Síria.

Última Frase:  
— Então — disse Poirot —, tendo colocado minha solução diante dos senhores, tenho a honra de desligar-me do caso…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s